Novena a Maria Auxiliadora promovida por S. João Bosco

maria-ausiliatrice-1.jpg


Quando as pessoas pediam alguma graça especial, Dom Bosco costumava dizer: 

“se deseja obter graças da Bem-Aventurada Virgem, faça uma novena” (MB IX, 289). 



A novena, segundo ele, deveria acontecer se possível “na igreja, com fé viva” como um ato de fervorosa homenagem à Eucaristia. Segundo Dom Bosco, para que a novena seja eficaz, as disposições da alma devem ser as seguintes:

  • Não coloque a sua esperança nas forças humanas, mas tenha fé em Deus.

  • Repousar o pedido totalmente em Jesus Sacramentado, fonte de graça, de bondade e de bênção, e sobre o poder de Maria, que Deus quer glorificar sobre a terra.

  • Acrescentar sempre à intenção “Seja feita a Tua vontade” e a condição “se for para o bem da alma da pessoa”.


Rezar durante nove dias consecutivos:

  • Três vezes: Pai Nosso… Ave Maria… Glória… para a Sagrada Eucaristia, cada vez seguida pela oração: “Bendito e louvado seja a cada momento o Santíssimo e Divino Sacramento”.

  • Três vezes: Salve a Rainha Santa ... seguidas pela oração: “Maria Auxiliadora, rogai por nós”.



Lembrai-vos, ó puríssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que tenha recorrido à Vossa protecção, implorado a Vossa assistência e reclamado o Vosso socorro, fosse por Vós desamparado. Animado eu, pois, de igual confiança, a Vós, Virgem entre todas singular, como a Mãe recorro, de Vós me valho, e, gemendo sob o peso dos meus pecados, me prostro aos Vossos pés. Não desprezeis as minhas súplicas, ó Mãe do Filho de Deus humanado, mas dignai- Vos de as ouvir propícia e de me alcançar o que Vos rogo. Ámen



Condições Pessoais requeridas:

  • Aproxime-se dos Sacramentos da Reconciliação e da Sagrada Eucaristia.

  • Faça uma oferta ou faça algum trabalho para apoiar o apostolado, preferencialmente em nome da juventude.

  • Renove a sua fé em Jesus na Eucaristia e na devoção a Maria Auxiliadora.